inova logo branca
igor pinheiro ceo

Igor Pinheiro

C.E.O da Inova Civil
Ativo 17

Concreto: Os 8 Principais tipos na Construção Civil

       Na construção civil existem diversos tipos de concreto que são utilizados das mais variadas formas, afinal, cada caso tem suas especificidades e utilizar o concreto adequado além de garantir a qualidade da obra, garante também economia de tempo e dinheiro. Desse modo, todo engenheiro precisa conhecer os tipos de concreto existentes e em que situações eles são utilizados.

Figura 1 – concreto

O que é o concreto?

       O concreto é o material mais utilizado na construção civil, sendo composto basicamente por uma mistura de Cimento Portland, água, agregado graúdo e agregado miúdo. Mas, com desenvolvimento das construções e das tecnologias as necessidades relacionadas a essa mistura, como maior resistência e flexibilidade, evoluíram e ela já não era mais capaz de supri-las, fazendo com que fossem criados diversos métodos para aprimorar as suas especificidades de acordo com cada exigência. Por esse motivo a variedade de tipos de concreto existente hoje é enorme e nós preparamos uma seleção com os principais tipos e em que situações eles são mais utilizados.

      Lista dos tipos de concreto: 

  1. Concreto convencional
  2. Concreto bombeável
  3. Concreto armado
  4. Concreto protendido.
  5. Concreto auto adensável.
  6. Concreto de alta resistência (CAR).
  7. Concreto leve
  8. Concreto pesado 
  • Concreto convencional.

      Esse é o tipo de concreto mais comum nas construções brasileiras, pois, pode ser utilizado em diversos tipos de estruturas. Ele possui uma consistência seca, por isso precisa da utilização de ferramentas como vibradores para ser adensado e seu transporte deve ser realizado por meio de carrinhos de mão, gruas, elevadores ou gericas. O seu Slump varia entre 40mm a 70mm e sua resistências varia de a cada 5,0Mpa em um intervalo de 10,0 até 40,0Mpa.

1- Concreto Convencional.

      OBSERVAÇÃO: Slump é um dos métodos utilizados para definir a consistência do concreto. Nele é colocada a massa de concreto dentro de um molde em forma de cone, como mostra na figura 3, em 3 camadas adensadas igualmente. Em seguida, retiramos o molde lentamente e medidos a diferença entre a altura inicial e a altura da massa depois de assentada.

  • Concreto bombeável.

      Esse tipo de concreto tem como principal característica a sua alta fluidez, permitindo que ele seja transportado por bombeamento via tubulações. Ele é muito utilizado em grandes obras verticais, pois, o método de transporte empregado garante menos gasto de tempo com transporte e com adensamento do concreto, proporcionando menores gasto com mão de obra.

2 – Concreto Bombeável.

      Como a fluidez e qualidade desse concreto é extremamente importante, alguns parâmetros devem ser seguidos para que isso seja garantido:

  • O Slump deve ser maior que 70mm. Recomenda-se valores entre 80 e 100mm para que o concreto tenha boa trabalhabilidade.
  • Devem ser utilizadas dois tipos de britas, a brita tipo 1 deve ter diâmetro de até 19mm e a brita tipo 2 deve ter diâmetro máximo de 25mm, sendo que a brita 2 pode ter o percentual de no máximo 25% do total de britas utilizadas, o restante dever do tipo 1.
  • Dependendo da altura da construção e das suas necessidades o tamanho das britas podem ser menores e o slump maior. A tabela a seguir mostra algumas orientações relacionadas a isso.
Tabela 1 - Especifcações de concreto bombeável.
 
  • Concreto armado.

      Concreto armado é uma estrutura que adiciona armações de aço ao concreto afim de aumentar sua resistência a forças de compressão e tração. Ele é bastante utilizado em pilares, vigas, dentre outros componentes estruturais.

Figura 4 – Estrutura realizada com concreto armado.

      A utilização desse tipo de material trás alguns benefícios como: baixo custo com manutenção das estruturas, necessita de mão de obra menos qualificada se comparado a estruturas metálicas, pode ser moldada de diversas formas e é extremamente durável e resistente.

  • Concreto protendido.

      O concreto protendido comum e mesmo o concreto armado possuem uma resistência baixa a esforços de tração. Desse modo, o concreto protendido surgiu para possibilitar uma maior resistência do concreto a esse tipo de esforço.

Figura 5 – Protensão do concreto.

      Essa técnica consiste basicamente na inserção de cabos de aço com alta resistência no concreto. Inicialmente, são utilizados macacos hidráulicos para tencionar os cabos o máximo possível, fazendo com que eles fiquem esticados. Em seguida o concreto é adicionado e espera-se o tempo adequado para que o concreto esteja pronto considerando a especificidades do concreto utilizado. Após o concreto estar pronto a parte dos cabos que estava para fora da peça são cortados, fazendo com que os que estão dentro retornem ao comprimento inicial. Ao voltar ao comprimento normal os cabos comprimem o concreto, desse modo, aumentando sua resistência a trações.

Figura 6 – Processo de realização da Protensão.

      A figura 7 a seguir mostra uma comparação entre o concreto armado e o protendido. Os desenhos de cima representam o concreto armado em estado natural e após sofrer forças de tensão, as imagens de baixo representam o mesmo, mas, para o concreto protendido.

Figura 7 – Concreto armado X Concreto protendido.
  • Concreto de alta resistência (CAR).

      Esse tipo de concreto, como o próprio nome já diz, possui uma resistência a compressão bem maior que a comum com menor tempo de idade e é bastante utilizado em fundações, lajes, pilares, vigas, dentre outras situações, pois, é capaz de suprir as necessidades de resistência com um menor volume e gastando menos tempo, podendo gerar economia no custo da obra.

      A resistência do concreto é diretamente relacionada com o fator água/cimento, quanto menor esse fator maior a resistência. Mas, baixar esse fator pode afetar outras características do concreto como elasticidade, durabilidade e permeabilidade. Então para garantir a resistência elevada e evitar problemas com outras propriedades é necessário realizar um estudo granulométrico que possibilite diminuir o tamanho dos agregados miúdos e graúdos, além de avaliar as possibilidades de adição de minerais como sílica ativa e metacaulim ou aditivos superplastificantes. Esses tipos de materiais também são utilizados no concreto de alto desempenho (CAD), que possui caraterísticas próximas ao CAR, mas, além da alta resistência o CAD é voltado para possuir uma elevada durabilidade.

  • Concreto auto adensável.

      Esse concreto possui uma enorme fluidez, por isso, o seu slump é elevado, sendo superior a 200 mm e para assegurar uma alta homogeneidade, resistência, durabilidade e facilidade de bombeamento são utilizados aditivos superplastificantes. O que garante a ausência de segregações durante a concretagem, desse modo, não são necessárias ferramentas como vibradores para realizar o adensamento, diminuindo, significativamente, a mão de obra para realizar essa atividade.

      O concreto auto adensável é muito utilizado em estruturas que possuem armamento denso, painéis arquitetônicos, fachadas em concreto aparente, vigas, lajes, dentre outras diversas possibilidades.

Figura 8 – Slump do concreto auto adensável.
  • Concreto leve.

      O concreto leve é um tipo de concreto que possui baixa densidade, sendo cerca de um terço da densidade dos concretos comuns, enquanto os normais possuem densidade variando entre 2300 e 2500 Kg/m3, os levem chegam a aproximadamente 500Kg/m3.  Eles se destacam pela sua elevada capacidade de isolamento térmico e acústico e costumam ser aplicados em regularização de superfícies, envelopamento de tubulações, fabricação de blocos, enchimentos de lajes e outras exigências específicas de cada obra.

Existem 3 tipos de concretos leves:

  1. Concreto com agregados leves: Nesse tipo de concreto são adicionados agregados leves como vermiculita, perlita, pedra-pomes, lava porosa, argila expandida ou isopor.
  2. Concreto celular: No concreto celular ocorre a incorporação de ar a mistura.
  3. Concreto sem finos: No concreto sem finos não são adicionados os agregados miúdos.
Figura 9 – a) concreto com agregados leves. b) concreto celular. c) concreto sem finos.
  • Concreto pesado

      Esse tipo de concreto possui densidade superior a 2800Kg/m3, essa elevada massa específica é obtida através da adição de materiais pesados como magnetita, hematita e barita. A dosagem correta desses materiais deve proporcionar alta densidade, resistência, durabilidade e proteção contra radiações. Por esse motivo ele é utilizado, principalmente, nas construções de câmaras de radiação Raio-X ou gama, bases, lastros e paredes de reatores atômicos.

Figura 10 – Concreto pesado.

Assista o vídeo sobre esse conteúdo: [yotuwp type=”videos” id=”BSP4OItQpv0″ player=”cc_load_policy=0&iv_load_policy=3″]

Referências

Figura 1 – Concreto. Disponível em: < http://pontualeng.com.br/concretos/concreto-bombeavel >.

Figura 2 – Concreto convencional. Disponível em: < http://www.flexmixconcreto.com.br/concretos/concreto-convencional/concreto-convencional >.

Figura 3 – Concreto Bombeável. Disponível em: <http://pontualeng.com.br/concretos/concreto-bombeavel >.

Figura 4 – Slump. Disponível em: < https://forconmix.com.br/dicionario-do-concreto.php >.

Figura 5 – Protensão do concreto. Disponível: < http://www.zanollin.com.br/estruturas-de-concreto/estruturas-de-concreto/estrutura-de-concreto-armado/quanto-custa-estrutura-de-concreto-protendido-jaborandi >.

Figura 6 – Processo de realização da protensão. Disponível em: < http://pilastro.weebly.com/blog/archives/08-2016 >.

Figura 7 – Concreto armado X concreto protendido. Disponível em: <  https://www.flickr.com/photos/mitopencourseware/3048302726 >.

Figura 8 – Slump do concreto auto adensável. Disponível em: < http://www.leonardi.com.br/noticia/14/2016-01-08/concreto-auto-adensavel-versatilidade-comprovada-e-durabilidade-garantida >.

Figura 9 – Concreto leve. Disponível em: < http://dspace.unipampa.edu.br/bitstream/riu/1948/1/D%C3%89BORA%20BRETAS%20SILVA%202017.pdf>.

Figura 10 – Concreto pesado. Disponível em: < https://www.google.com/search?q=concreto+pesado&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwi157fdvc3gAhV2K7kGHRs_As8Q_AUIDigB&biw=1366&bih=657#imgrc=X1_n9yoeVubFUM >.

Brasil Atex. Conheça os principais tipos de lajes. Disponível em: < https://www.atex.com.br/blog/materiais/conheca-os-principais-tipos-de-concreto-utilizado-na-construcao-civil/ >.

Siga nossas redes sociais:
logo cinza inova
Todos os direitos reservados® – Inova Civil Plataforma Educacional | CNPJ 22.371.237/0001-11
Políticas de Privacidade & Termos de Uso