inova logo branca
igor pinheiro ceo

Igor Pinheiro

C.E.O da Inova Civil
Ativo 17

Gerenciamento de Obras Com Método SPD+|Treinamento Gratuito

A entrega de uma obra de acordo com todas as exigências de qualidade, no prazo e orçamento previstos requer a utilização de uma série de instrumentos, ferramentas e técnicas de construção civil.

O gerenciamento de obras é um dos instrumentos mais importantes para garantir que tudo ocorra como planejado e requer conhecimento de metodologias de planejamento e gestão, de metodologias construtivas para escolher a que melhor se adequa a sua obra e conhecimento de ferramentas de gerenciamento de obras como MS Project e Excel.

Nesse artigo vamos conhecer o funcionamento do gerenciamento de obras e apresentar a Metodologia de Gerenciamento de Obras SPD+.

Acompanha planilha de gerenciamento e curso de como utilizá-la, tudo 100% gratuito.

Pular para o treinamento: Gerenciamento de Obras SPD+

Gerenciamento de obras
Figura 1 – Gerenciamento de obras
  1. O que é gerenciamento de obras e por que você deve conhecer  

Gerenciar significa basicamente planejar direcionar, organizar e executar projetos com o intuito de realizar uma atividade de modo eficiente e que agregue valor.

Logo, o gerenciamento de obras é o método no qual a obra é planejada, monitorada e relatada.

Gerenciar a obra é saber analisar o projeto, entender os processos construtivos, transformá-los os processos em um cronograma lógico de produção, definir as metas para a produção e acompanhar seu andamento.

            Objetivos do gerenciamento de obras:

  • Controle de estoque de materiais;
  • Auxílio na fiel execução dos projetos;
  • Estratégia produtiva;
  • Redução de custos;
  • Antecipação de possíveis problemas.

Para engenheiros que desejam se destacar no mercado de trabalho e se tornar um profissional disputado, o gerenciamento de obras é uma grande oportunidade, pois profissionais com boa capacitação na área são escassos.

A maior parte dos profissionais de engenharia possuem muito conhecimento e sabem como fazer a edificação, como executar as atividades, ou seja, são eficazes.

Mas a maioria, apesar de eficazes, são ineficientes pois fazem uma gestão ruim, as etapas não são realizadas da melhor maneira.

No final, a edificação ficará pronta, mas com desperdício de recursos, logo, com desperdício de dinheiro.

Dessa forma, o profissional que é capaz de entregar a obra no prazo, com qualidade e ainda reduzir os custos através de boas técnicas de gerenciamento consegue se destacar no mercado

  1. Prazo x Custo x Qualidade

É comum associarmos o gerenciamento de obras apenas a finalização da obra no prazo, mas ele também está intimamente interligado com o custo e a qualidade do empreendimento.

O prazo de execução da obra é extremamente influente no custo. Por exemplo, quando uma obra atrasa um mês a empresa responsável precisará arcar com mais um mês dos custos fixos daquele empreendimento.

Logo, se esse custo for de 200 mil reais por mês, ocorrerá um prejuízo de 200 mil reais, desconsiderando possíveis multas contratuais por atraso.

E se a obra for concluída um mês antes do prazo?

Nesse caso haverá uma economia de 200 mil reais dos custos fixos, mas nem sempre antecipar a obra é algo bom.

Antecipação da obra significa que os materiais estarão sendo utilizados antes do prazo previsto, isso pode modificar o fluxo de caixa da empresa e acabar gerando um desembolso financeiro mensal muito maior que o previsto e que a empresa não poderá arcar.

Além disso, tudo que afeta o custo também afeta a qualidade uma obra que não foi bem planejada tende a ter uma qualidade menor, pois os problemas que surgem durante acabam gerando “gambiarras” que prejudicam a qualidade final da obra.

  1. O método SPD+

O cronograma, ou gráfico de Gantt é a ferramenta mais utilizada para realizar planejamento no mundo todo nas mais diversas áreas.

Na gestão de obras existem alguns fatores críticos para que seja realizado um bom cronograma.

Esses fatores são as definições dos serviços, das produtividades e das durações. Esses fatores são a base da metodologia SPD+.

– Definição dos serviços

O primeiro passo da metodologia é analisar a obra, entender os projetos, ver os processos construtivos e definir os serviços.

Na definição dos serviços é necessário analisar os projetos e as metodologias construtivas utilizadas e conhecer bem os processos construtivos que estão envolvidos para que, com base nisso, seja possível definir os serviços de forma executiva seguindo a lógica de execução da obra.

Se os serviços forem definidos de acordo com a lógica de execução da obra a chance de falhas no cronograma será muito menor.

Um erro comum é apenas pegar a lista de serviços que vem no orçamento da obra e realizar o orçamento apenas com essa lista.

Mas para fazer um cronograma preciso e gerenciar bem a obra e se diferenciar dos demais é importante realizar o cronograma executivo, ou seja, um cronograma mais detalhado e mais condizente que as etapas da obra.

Um exemplo disso é o item de pintura. Normalmente na lista de serviços do orçamento existe apenas o item pintura, mas na obra a pintura é realizada em várias etapas.

Em um cronograma mais detalhado o item de pintura seria divido em 3 “subitens”: emassamento, primeira demão e segunda demão, pois, normalmente, é assim que funciona o processo executivo de pintura.

Na nossa planilha gratuita de Gerenciamento de Obras SPD+ já possui uma boa base para definição dos serviços, mas você poderá adicionar ou remover serviços de acordo com as necessidades da sua obra.

Para baixar a planilha clique aqui!

– Definição da produtividade

A segunda etapa do método SPD+ é definição das produtividades.

Nessa etapa busca-se entender a produtividade de cada tipo de serviços, ou seja, a velocidade com que ele é executado.

As vezes um mesmo serviço pode ter produtividades diferentes é necessário ter um bom senso com relação a essas diferenças entre os mesmos serviços. É necessário entender as condições de trabalho e entender que partes podem ser executadas com maior velocidade e quais etapas precisam de mais tempo.

Na execução da alvenaria por exemplo, no caso de paredes grandes e sem muitos encontros a velocidade de execução é maior do que no caso de paredes que possuem muitos encontros entre as alvenarias.

– Definição das durações

Tendo em mãos as definições de serviços e suas produtividades e seus recursos necessários você vai calcular as durações e encaixar os prazos das atividades dentro do cronograma.

Vamos fazer um exemplo para o serviço raspagem e limpeza do terreno:

Informações:

-250 m² para realizar raspagem e limpeza

– Às horas úteis diárias consideradas serão 8h

O primeiro passo é escolher a composição do serviço que será utilizada. No nosso exemplo vamos utilizar a composição C2102.

Na composição quem realiza a atividade é o servente e o seu coeficiente é 0,25 e a unidade de medida do serviço é em horas.

Logo temos que, para cada metro quadrado de raspagem e limpeza do terreno é necessário 0,25 de uma hora de servente.

Composição de atividades retirada da planilha Gerenciamento de obras SPD+
Figura 2 – Composição do serviço retirado da planilha de Gerenciamento SPD+

Sabendo disso, faremos o cálculo da duração

Se consideramos 2 serventes para esse serviço teremos:

O último passo é a elaboração do cronograma, ou seja, a distribuição das durações das atividades ao longo dos dias úteis do período em que a obra será executada.

OBS:

A tabela disponibilizada no treinamento Gerenciamento de Obra SPD+ já possui diversas composições para consulta. 

Mas as composições também podem ser obtidas em bases públicas como tabela SINAPI, tabelas da caixa econômica federal, SEINFRA e outros órgãos públicos nos quais você pode escolher o que melhor se adequa as suas necessidades. Além disso, algumas empresas possuem sua própria base de dados que também podem ser utilizadas.

  1. Por que baixar a planilha de Gerenciamento de Obras com SPD+

Nessa Planilha, o Engenheiro Civil Alex Amarante colocou o passo a passo do método SPD+, para que você organize todo o passo a passo de sua obra de uma forma simples e organizada.

Você vai aprender no treinamento que acompanha, técnicas de gerenciamento e de cronogramas de obras que vão te auxiliar no seu trabalho como Gestor.

Essa planilha prática já te deixa apto a iniciar seus cronogramas e conseguir gerenciar suas obras para que elas nunca mais fiquem fora do Prazo.

Clique aqui para baixar planilha

Referências

Figura 1 – Disponível em: < https://blog.ipog.edu.br/engenharia-e-arquitetura/gerenciamento-de-obras/ >;

Treinamento Gerenciamento de Obras SPD+

Siga nossas redes sociais:
logo cinza inova
Todos os direitos reservados® – Inova Civil Plataforma Educacional | CNPJ 22.371.237/0001-11
Políticas de Privacidade & Termos de Uso